quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Mude

Mude, hora de tomar suco de melancia com gergelin preto. Aprendi com a Anosha e a Andrea Joaquim esta receita que anima e dá coragem. Indicado tomar após as 15 horas. A receita é simples: 
01 copo de polpa de melancia (de preferencia com as sementes);
01 colher de café de gergelin preto;
02 copos de água gelada (opcional água de coco) 
Bata tudo no liquidificador e sirva gelado. Esta receita também ajuda a fortalecer as funções dos rins.
Muito grata a essas duas pessoas iluninadas que me apresentaram ao conhecimento da alimentação Ayurveda.
Mais informações segue o blog delas:
E para encerrar com coragem ai vai a citação do Quiroga para o dia:
          "Mudar tudo, já sabes, esta é uma necessidade, e toda necessidade, quando suprida, dá lugar ao                        misterioso    destino.  Mas, que tudo seria esse que precisa ser mudado?
          É tudo que houver em ti que sabote tua felicidade, pois é fundamental aceitares que tua vontade de ser               feliz   é um desejo apenas, esse se fundamenta no poder inerente do teu ser de fazer o que seja                         necessário   para conquistar a felicidade.
Você quer ser feliz, você quer ser livre, você quer conhecer a verdade, você quer proteger os que você ama.
Estas vontades não são ideias abstratas que te fazem sonhar apenas, isso é apenas um detalhe do processo.

Estas vontades são os poderes inerentes de tua alma, que conhece a felicidade, que conhece a liberdade, que conhece a verdade, e que conhece a unidade cósmica que protege todos os seres, visíveis e invisíveis.

Por que tu deverias ser menos do que isso? não deverias!

Porém, como tua existência foi construída em torno de equívocos e de meias-verdades que te destroem, porque há em ti algo que comunga com esse processo destrutivo, mudar se tornou necessário para destruir o que te destrói, para que no fim das contas tua existência sirva para ser quem tu verdadeiramente és.

Mudar, então, não é mera coreografia, é a dinâmica mediante a qual tua alma intervém para que tua existência não seja um estacionamento de neuroses e lamúrias.

A alma constrói, porém, quando percebe que o que construiu não condiz com seu verdadeiro destino, ela mesma destrói para que nada limite o processo que conduz à aproximação ao Divino." Quiroga

2 comentários:

obrigada pela visita !Seu comentário é muito importante!!