sábado, 22 de novembro de 2014

Biscoitos da Alegria, receita de Hildegard

Essa é uma receita de Hildegard de Bingen, uma grande mulher que viveu no século XII e tem me inspirado em suas múltiplas faces 

Nascida na Alemanha, 1098, da ordem beneditina, Hildegard de Bingen considerada mística e profeta do século XII, começou a ter visões e  inspirações divinas desde a infância. Essas visões continuaram ao longo de sua vida e foram a fonte de informações altamente honradas sobre teologia e a cura através de uma abordagem multidimensional para o corpo, mente, emoções e a espiritualidade. Amplamente aceita por médicos e religiosos de seu tempo, as obras de Hildegard foram perdidas ao longo dos séculos e recentemente resgatada por autores importantes  como Strehlow.  No livro de titulo: Hildegard of Bingen's Medicine traz uma contribuição inovadora para a medicina e a cura. Nesse livro contém traduções do texto de Hildegard que refletem o ponto alto da ciência medieval, alquímica e curativa. 


Assim Hildegard foi uma grande estudiosa, curava as pessoas através das ervas medicinais, pedras preciosas, argila, a musica e o resgate do contato com a natureza. Hoje é uma das doutoras e santas da igreja católica apostólica romana, escreveu vários livros sobre medicina natural, teologia e  alimentação saudável.

Atuava também na área das artes: teatro e musica,  foi compositora musical, alias a primeira compositora na historia da  musica a se ter registro nominal.  Para saber mais sugiro o filme Vision    filme


O  que me encanta na Medicina de Hildegard  é buscar como fonte de cura a natureza e os alimentos. Assim vou compartilhar aqui uma receita que ela indica como remédio para os nervos pois favorece a concentração,  a inteligencia, elimina a "amargura do coração", trazendo a  alegria,  pois reduzem os líquidos nocivos do organismo, revigoram e fortalecem.



 Biscoitos da Alegria 

(indicado para memória, vitalidade e energia)

Ingredientes:


 ü  400 gramas de farinha de trigo espelta (esse trigo só  e encontrado na Europa e alguns países asiáticos, alias,  estou a procura de um importador ou quem possa cultivar no Sul)  pode ser substituído pelo farinha de trigo integral e orgânica (de preferencia) ;
ü  250 gramas de manteiga;

ü  150 gramas de açúcar mascavo (diabéticos, usar açúcar adequado ou sem)
ü  200 gramas de amêndoas ou outra castanha (moídas ou triturada );
ü  1 colher (sopa)de canela em pó;
ü  1 colher (café) de noz moscada ralada;
ü  1 colher (café) cravo (po);
ü  1/4 de colher (café) de sal;
ü  Água, o suficiente para dar  consistência a massa.

 (a receita original pede dois ovos, mas eu optei em não usar)

 Preparo:
Numa vasilha colocar a farinha de trigo integral, a manteiga derretida ou picada em pequenos pedaços, o açúcar, as amêndoas, as especiarias e os outros ingredientes.
Misturar bem, amassando rapidamente, deixar na geladeira por cerca de 30 minutos,  depois abrir  a massa e cortar nos formatos desejados. Levar ao forno em assadeira forrada com papel manteiga por cerca de 20 a 25 minutos a 180-200 graus.
uma das mandalas de Hildegard


Biscoitos da Alegria edição 2014  pela  Docemente Cozinha Afetiva

Edição 2017


Arte Iago Carvalho   curta a pagina


6 comentários:

  1. Gostoso o biscoito. Obrigado. Mas Santa Hidelgarda não é doutora da Igreja. Ela só pode ser chamada de doutora, no sentido de que era como uma médica, que curava os doentes.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo comentário.

    [...]"(em latim: doctor - "professor"; de docere - "ensinar") é um título conferido por uma variedade de igrejas cristãs a indivíduos de reconhecida importância, particularmente nos campos da teologia ou doutrina católica. Mais precisamente são considerados doutores ou doutoras quando produzem obras escritas ou de arte.

    Até 1970, nenhuma mulher havia sido nomeada doutora da Igreja, mas, desde então, quatro entraram na lista: Santa Teresa de Ávila e Santa Catarina de Siena, proclamadas por Paulo VI; Santa Teresinha do Menino Jesus por São João Paulo II e Santa Hildegarda de Bingen por Bento XVI em 2012."

    Hildegard além de mística, teóloga e compositora, deixou obras na área da medicina e das ciências naturais.

    ResponderExcluir
  3. Comprei alguns em Campos do Jordão, no Mosteiro das Beneditinas,como achei muito gostoso e não tinha muitos para vender, vim à internet procurar a receita.
    Gostei muito das informações sobre a Hildegard.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Maravilha Lilian, seja sempre bem vinda, eh muito bom mesmo e nas mais variadas adaptações da receita. Se morar na regiao de Campinas nos produzimos o biscoito pela Docemente Cozinha Afetiva, procure nos no Facebook, fazemos por encomenda.
      Grande abraço!

      Excluir

obrigada pela visita !Seu comentário é muito importante!!